Inovação não é moda, e veio para ficar!

O CENÁRIO ATUAL

O cenário atual é complexo e desafiador, abrangendo elementos voláteis que norteiam a atuação empresarial e direcionam as atividades inovadoras. Os clientes, cada mais exigentes, querem algo novo todos os dias. A globalização eliminou muitas barreiras, gerando uma competição em nível mundial. A automatização dos processos modificou as formas de trabalho. A era da informação está estabelecida, e a ferramenta de acesso a ela está, literalmente, na palma da mão. Não há dúvidas de que o mundo mudou radicalmente nos últimos 20 anos e, certamente, continuará mudando, mas em uma velocidade cada vez mais acelerada. Não há bola de cristal que preveja o futuro, mas também não precisa ser um guru pra saber que o nível de incerteza em relação aos novos tempos aumenta a cada dia.

INOVADORAS x INVESTIDORAS

Investir em inovação passou a ser prioridade para qualquer empresa que quer obter posição de destaque em seus mercados de atuação. Contudo, apenas investimento financeiro em pesquisa, desenvolvimento e inovação não garantem vantagens na corrida pela liderança, tendo em vista que, para a obtenção de vantagens competitivas sustentáveis, é necessário estruturar um processo de inovação que seja continuado, gerenciado e induzido por métodos e ferramentas específicas, minimizando, assim, as incertezas inerentes às práticas de inovação. O quadro abaixo, publicado no estudo The 2014 Global Innovation 1000, da empresa de consultoria Strategy&, evidencia esta relação e compara as empresas que mais investem em P&D com as efetivamente mais inovadoras:

inovadoras x investidoras

QUANTO MAIS INOVAÇÃO MELHOR

Ao longo dos últimos 5 anos acompanhamos o desempenho das empresas que compõem o Ibovespa, comparando o resultado das mais inovadoras, que fazem parte do Índice de Inovação Innoscience (3i), com as demais. A seguir é apresentada a carteira de empresas inovadoras que integram o 3i:

empresas 3i

As empresas que compõem o 3i foram constantemente comparadas com as demais que fazem parte do Ibovespa. Em análises realizadas entre 2009 e 2015, as empresas inovadoras obtiveram uma valorização de 265,91%, frente à valorização de apenas 135,46% das outras empresas que compõem o Ibovespa, conforme demonstra o gráfico abaixo:

3i 2009 2015

O resultado deste estudo, que é atualizado periodicamente, vem demonstrando que as empresas mais inovadoras, mesmo em tempos de crise, performam de maneira superior em decorrência da maior relevância de seus produtos e serviços para os consumidores e, por isso, são menos afetadas por qualquer turbulência econômica.

A MAIS INOVADORA x IBOVESPA

Inovar é transformar ideias em resultados e a eficácia deste processo tem garantido posição de destaque àquelas empresas que se dedicam ao tema, acreditando que a mudança e o risco calculado fazem parte da evolução. Mais arriscado do que inovar, com certeza, é não inovar. Não é à toa que hoje a Apple possui valor de mercado superior à soma de todas as empresas do Ibovespa. Inovação não é moda, e veio para ficar!

Por Sérgio Gualdi Ferreira da Silva Filho

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s