Como classificar ideias de potencial inovador?

Recentemente estive numa reunião de trabalho com uma empresa‐cliente, reconhecida
como uma das mais inovadoras do Brasil em seu setor. Estavam presentes executivos das
áreas de negócio da companhia e também de determinadas áreas de back office. O
objetivo era classificar um conjunto de ideias geradas num brainstorming presencial e na
plataforma online de inovação que a empresa disponibiliza para seus funcionários.

Depois que o CEO abriu a reunião o executivo da área financeira chegou com um arquivo
excel contendo 12 planilhas que em última análise iria gerar o ROI (retorno sobre o
investimento) das referidas ideias. O gestor da qualidade tinha trazido um modelo de
priorização IGUT que avaliava a importância, gravidade, urgência e tendência das ideias a
partir de uma escala de lickert de 7 pontos.

A discussão da primeira ideia começou. Quando o modelo financeiro foi ser aplicado,
surgiram os primeiros problemas. As ideias estavam em estado embrionário
inviabilizando o estabelecimento de premissas aceitáveis. Além disso, tratavam
realmente de temas novos que não tinham benchmarks conhecidos para utilizar.

Antes que a discussão reduzisse o bom momento de avaliação dos projetos de potencial
inovador da empresa decidi intervir e apresentar um modelo muito fácil que aprendi com
o Prof. Gary Hamel numa de suas vindas ao Brasil em 2000 para um evento da AMANA
KEY do qual tive a oportunidade de participar.

kit-inovacao

O modelo classifica ideias em quatro tipos:

Ideias Estrela: São ideias realmente inovadoras que tem potencial de mudar o jogo em
favor da empresa.

Ideias Maçã: São ideias interessantes de avanços incrementais que estão “prontas para
serem colhidas”.

Ideias Bola: São ideias que apresentam aparente potencial mas que precisam ser melhor
pesquisadas para efetivamente avaliar sua utilidade.

Ideias Osso: São ideias que num exame inicial apresentam pouca utilidade e que irão ser
guardadas para futuras consultas.

Foi incrível como esse framework conceitual facilitou o exercício.

Ele auxiliou a separar as coisas, algo que o modelo financeiro não conseguiu no estágio
das ideias.Simplificou o entendimento de que encaminhamento deveria ser dado a
cada ideia, algo que o modelo do IGUT também não aportou.Retirou a numerologia da
discussão, evitando encobrir a falta de discernimento sobre os temas.

Ao final do exercício classificamos todas as ideias conforme o modelo acima. Dividimos
as ideias maçã para serem executadas pelas diferentes áreas de negócios. Para as ideias
bola foram formados grupos multifuncionais destinados a aprofundar o entendimento
das mesmas. As ideias osso foram colocadas num banco de ideias para futura consulta,
afinal, por vezes, noutro momento antigas ideias podem fazer todo sentido. Bill Gates
negou uma ideia de um tablet anos antes da Apple criar o iPad. Por fim, as ideias
estrela foram destacadas para serem geridas pelo grupo de inovação e acompanhadas
pela alta gestão.

Saímos todos com a percepção de que demos mais um passo no processo de inovação
da empresa. Começou a emergir um real portfolio de ideias potencialmente inovadoras.
Naturalmente, noutro momento tais ideias serão submetidas a avaliações quantitativas,
financeiras ou não. Naquele momento, o framework apresentado garantiu objetividade,
linguagem comum e efetividade à avaliação, mesmo numa empresa altamente
inovadora.

Faça você esse teste. Reúna sua equipe, gere ideias e as classifique conforme o modelo
acima. Você também vai se certificar de sua eficiência.

Até a próxima inovação!

Maximiliano Selistre Carlomagno

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s