A febre das paletas mexicanas e os aprendizados de inovação

Quando eu era criança, sempre que meus pais me diziam que iríamos para praia, a primeira associação que eu fazia não era com o mar. Nem com a areia. Era com os saborosos picolés que eles me permitiam comer. Lembro daquele som do “picoléééééééééé” sendo gritado pelos vendedores que empurravam aqueles pesados carrinhos por toda praia. Desde minha infância, não me lembro de um picolé ganhar tanto minha atenção quanto as “Paletas” mexicanas. Comecei a ouvir amigos falarem do Los Paleteros mexicanos. Não dei muita atenção. Quando percebi já tinha virado febre. A febre das paletas. 423337-970x600-1 Esse domingo recebi pelo WhatsApp uma foto de um amigo falando das paletas. Não me aguentei. Fui direto na fonte. Comprei as minhas paletas. Realmente muito bom. Não resisti e na segunda feira comprei vários e levei para a equipe da Innoscience para curtirmos numa tarde de verão escaldante em Porto Alegre. Para quem não conhece, nesses meses do ano, a chamamos carinhosamente de “Forno Alegre” tamanho o calor. As paletas são picolés mexicanos, recheados, muito mais saborosos do que aqueles que eu comia na infância. Afinal de contas o que essa febre das paletas pode nos ensinar sobre gestão da inovação?  Discutindo com a equipe da Innoscience elaboramos dois aprendizados:

  • Sempre há formas de inovar um produto aparentemente commoditizado

Quando conversamos com nossos clientes há uma ideia inicial de que inovação é coisa de alta tecnologia. Esqueça essa noção. É um mito. Também é bastante comum nos limitarmos ao entender que não há mais nada para inovar em nosso segmento. Como se depois de certa evolução não haja mais espaço para inovação. Um equívoco. A verdade é que a inovação das paletas mexicanas é bastante ilustrativa nesse sentido. O picolé não mudou seu formato. Não tem um chip que faz ele falar com os outros picolés. Ele também não voa. Nem deixa de engordar. A paleta mexicana tem mais sabor e um recheio cremoso muito diferente das soluções atualmente disponíveis. Claro que já havia picolés com recheio. O Frutily da Kibon, entre outros, é recheado. Só comendo a paleta mexicana você perceberá a diferença. A inovação é assim. Depois de feita, parece evidente. O consumidor coloca uma coisa ao lado da outra e, simplesmente, descarta a solução anterior. Você não precisa argumentar, insistentemente. Ele sabe que é diferente. Foi dessa forma que o Los Paleteros, empresa brasileira que comercializa por lojas próprias e franquias as paletas mexicanas no Brasil decolou.

ebook-inovacao

  • Se não há barreira de imitação o inovador não captura todo o valor criado

O problema é que a capacidade de capturar valor a partir da inovação está diretamente relacionado a barreira de imitação que ela apresenta aos concorrentes. Quando algo dá certo não há dúvida, novos entrantes irão ambicionar essa oportunidade. Só não o farão caso haja alguma barreira que os iniba de imita-lo. Essa barreira pode ser uma patente, marca, acesso a insumos necessários, canal de distribuição exclusivo ou outro elemento. Algo que seja difícil de ter, adquirir ou desenvolver. E ai que está o problema e o segundo aprendizado. Esse final de semana, ao ir comprar as paletas, me surpreendi. No mesmo local, na praia, haviam 7 empresas diferentes para venda de paletas. O consumidor já não distingui entre um e outro. São todas paletas mexicanas, ora bolas. Todas saborosas e bem melhores do que aqueles picolés que eu comia na infância. Nessa hora, quando a oferta cresce e a diferenciação some, a capacidade de obter margens superiores se esvai. A não ser que você consiga criar uma nova onda…..e fazer o ciclo da inovação funcionar novamente. Inovação envolve repensar não apenas os atributos funcionais do produto. Inovação é bom, mas inovação que tem barreira de imitação é melhor ainda. São dois aprendizados que podemos consolidar a partir dessa febre do verão. E verão sem febre não é verão, desde a minha infância. Desde a época dos ioiôs e os frisbees, mas essa é uma história para outro post. Vou lá curtir o verão e bater uma foto com meu pau de selfie….ops…..inovação….

Até a próxima inovação.

Maximiliano Selistre Carlomagno

Anúncios

Um comentário sobre “A febre das paletas mexicanas e os aprendizados de inovação

  1. EU AINDA NÃO PROVEI AS TAIS PALETAS MEXICANAS , MAS AGORA FAÇO QUESTÃO DE CONHECE-LAS !!!

    O DIFÍCIL , COMO VC CITOU , SERÁ ACHAR AS ” VERDADEIRAS ” , AS ” ORIGINAIS “, COMO AS ANTIGAS SANDÁLIAS HAVAIANAS …….LEMBRA ??

    VEJA QUE ELAS REALMENTE DOMINARAM O MERCADO DURANTE DÉCADAS , ENQUANTO QUE AS RECENTES ” CROCS ” , QUE TAMBÉM FIZERAM MUITO SUCESSO RECENTEMENTE , FORAM ” CLONADAS ” EM VÁRIAS OUTRAS MARCAS , NUM CURTO ESPAÇO DE TEMPO .

    POR OUTRO LADO , MESMO QUE TUDO POSSA SER COPIADO , POR UM BREVE PERÍODO , AS IDÉIAS E OS PRODUTOS ORIGINAIS LEVAM VANTAGEM , POIS TEM MAIS ” TEMPO DE ESTRADA ” E KNOW HOW ACUMULADOS , QUE ACABAM SE TRADUZINDO NUM APRIMORAMENTO BEM MAIS SOFISTICADO DO PRODUTO , SEJA NO GOSTO , NAS CORES , NOS INSUMOS , NO DESIGN ….

    DEPOIS , TUDO REALMENTE ACABA SE IGUALANDO ……….

    ALÉM DISSO , BARREIRA DE IMITAÇÃO HOJE É QUASE IMPOSSÍVEL !!
    ATÉ A APPLE É COPIADA SEIS MESES DEPOIS ……..

    MODELO DE NEGÓCIO INOVADOR ENTÃO , ACHO QUE ATUALMENTE DURA NO MÁXIMO UNS 3 MESES ………

    MAS SEM DÚVIDA SEU ARTIGO LEVANTA 2 PONTOS REALMENTE FUNDAMENTAIS :

    NÃO HÁ LIMITES PARA QUE SEMPRE SE POSSA INOVAR EM ALGO , INCLUSIVE EM TODO O TIPO DE PRODUTO , OU PROCESSO , QUE JÁ EXISTA A MUITO TEMPO !!

    E TENTAR ” ANEXAR ” UMA BARREIRA DE INOVAÇÃO É SEMPRE UM DESAFIO A SE BUSCAR , MESMO QUE LOGO DEPOIS TUDO SE TRANSFORME NUM SUCESSO TRANSITÓRIO …

    ABRAÇOS,
    ARY FILLER

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s