Os 10 fatores críticos de sucesso de workshops de inovação

Cópia de w-idea-081612A geração de ideias para inovação pode ocorrer de forma espontânea ou induzida. O MADI – Método de aceleração de desenvolvimento de inovação divide em 4 fases e detalha o passo a passo de um workshop de inovação. Aprendemos, contudo, que o sucesso do workshop também envolve aspectos anteriores a sua execução. Nossa experiência em moderar workshops nos permitiu consolidar os 10 fatores críticos dessas iniciativas. Vamos a eles:

  1. Direcionamento claro: O tema objeto do workshop deve ser claro e adequadamente descrito para gerar engajamento entre os envolvidos. Com um cliente definimos em “alternativas de novos processos, tecnologia e formas de se organizar para reduzir drasticamente o CPV – custo do produto vendido”. Em outro, focado em novos negócios, selecionamos o tema: “novos produtos e serviços de saúde para ativar o publico de terceira idade”. Depois de estabelecer os temas dividimos em sub-temas para guiar a busca de ideias.
  1. Fase do processo de inovação definida: O workshop precisa definir se o objetivo é gerar, refinar, testar ou acelerar a execução das ideias. Nem sempre o foco do workshop de inovação é gerar novas ideias. Trabalhamos com uma empresa de construção para refinar um pipeline de ideias já existentes.
  1. Público estrategicamente selecionado: De posse do tema e fase do processo fica relativamente fácil definir os stakeholders internos e externos necessários. Não adianta convidar toda empresa para ser democrático. É preciso encontrar uma tensão entre aqueles que conhecem o tema e os que se permitem desconhece-lo e propor novas abordagens. Num workshop com um cliente de tecnologia incluímos na geração de ideias vendedores do canal de distribuição junto com os colaboradores da empresa.
  1. Contato experiencial com o tema: O entendimento da necessidade de inovação e a captura de novos insights se fortalece quando os envolvidos vivenciam o tema objeto do workshop. Levamos uma equipe de executivos de um cliente que pretendia inovar a experiência de consumo e ponto de venda para um Safari de inovação na Oscar Freire para entrevistar consumidores e observar novas referências.
  1. Conteúdo relevante: Para potencializar boas ideias é fundamental um conteúdo de indução que nivele e mobilize os participantes. Um bom book de insights com dados de mercado, glossário, ações já realizadas e alguns benchmarks pode ajudar muito.
  1. Ambiente customizado: A ambientação do local, fora da empresa, é um elemento importante para propiciar novas conexões. Na empresa as relações de poder permanecem vigentes e as interrupções são mais frequentes o que reduz a chance de abertura ao novo e concentração para novas ideias. Em um recente workshop montamos um painel que denominamos Feira de Insights com 12 cases de benchmarks para inspiração ao longo do dia.
  1. Tempo adequado: O tempo precisa ser adequado aos objetivos, tema e envolvidos para que não seja excessivo ou subutilizado. Realizamos uma Innovation Week com uma equipe de 30 executivos de uma empresa de bens de consumo no qual houve tempo para nivelamento, experiência de campo, geração de ideias e descrição de conceitos.
  1. Moderação disciplinada: A moderação deve garantir o cumprimento da pauta, participação de qualidade de todos os atores e aproveitamento de novos insights durante o evento. É fundamental propiciar que pessoas de diferentes perfis possam contribuir abertamente e desafiar o grupo a ir além do dia a dia.
  1. Produto concreto: O workshop deve ter um produto concreto que cumpra o objetivo definido. A pior sensação que se pode ter em workshops de inovação é de “muita conversa e pouco resultado”. Isso reduz a credibilidade da abordagem.
  2. Wrap up formalizado: Os encaminhamentos, responsáveis e tarefas devem ser formalizados durante o workshop e serem imediatamente disponibilizados a todos. O workshop é uma etapa de um processo e não um fim em si mesmo.

Gerar ideias com potencial inovador não é fácil.

As ideias não nascem prontas e, normalmente, precisam ser refinadas para virar inovação.

A chance de inovação aumenta quando as ideias são bem desenvolvidas.

Para que o seu workshop de inovação não seja frustrante e proporcione resultados concretos para sua empresa é fundamental aplicar os 10 fatores acima apresentados.

Temos certeza de que você estará mais perto de inovar.

Até a próxima inovação

Maximiliano Selistre Carlomagno

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s